domingo, 2 de janeiro de 2011

De Pernas pro Ar

Enquanto o Brasil vive um excelente momento nas bilheterias, com o super "boom" que o filme TROPA DE ELITE 2 deixou, esse, é o combustível que faltava para que mais e mais produções se tornem vencedores de bilheterias. Mas eu penso mais, precisamos de qualidade, na média. Não basta apenas termos boas idéias. Temos que, cada vez mais, fazer filmes bons e, é claro, rentáveis. Infelizmente, não é o que acontece com DE PERNAS PRO AR, que tem um roteiro muito abaixo da média, principalmente para filmes nacionais de comédia. Ingrid Guimarães tem muito potencial para esse tipo de seguimento mas ainda não consegue brilhar de maneira a levar uma produção desse porte nas costas.

A historia(muito batida, diga-se de passagem), gira em torno de uma mulher de meia idade, mãe de uma criança que vive só pensando em trabalho. Um dia, seu marido resolve dar um tempo no relacionamento e sai de casa. Ela, então, conhece uma mulher, sua vizinha, dona de sex-shop e tenta modificar de vez sua vida.

Um ponto positivo que tenho que destacar nessa produção, é a idéia do empreendedorismo sendo colocada nas telas do cinema. Como estudioso da área e leitor assíduo de artigos de Fernando Dolabella e outros, fiquei muito feliz com as boas menções de negócios contidos na trama.

Torço muito para que Ingrid continue fazendo cinema e, de preferência, desse gênero: comédia! Há muito potencial. E também continuo minhas orações para conseguirmos fazer roteiros melhores!



Um comentário:

  1. Mesmo com cenas engraçadas, olhei o relógio mais vezes do que o comum. Ansiedade minha ou a qualidade do filme era realmente mediana?

    ResponderExcluir