Riscado - Cinema com @vassilizai

Qual o tamanho do amor que você tem por sua profissão? No filme RISCADO, essa pergunta é declamada e respondida de maneira viva e emocionante. A trajetória de Bianca (interpretada intensa e expressivamente pela excelente Karine Teles) pelos palcos da vida, sem perder a esperança, e sempre mostrando toda sua paixão pelo ato de atuar, é a base da trama de Gustavo Pizzi.

O vermelho predomina durante todo o longa. O uso desse tom cai muito bem na fita e nos leva a uma viagem de amor, esforço e decepção, refletindo principalmente a paixão e o simples ato de sonhar.

Quando a história vai ao encontro do “sonho” (e sua realização ou não), me senti conversando com minha mulher Renata sobre os textos de Jung - fundador da escola analítica de psicologia. Tal tema, no longa, é tratado de maneira nua e crua.

Durante o filme vemos cenas que mostram um grande preconceito em relação à profissão cênica e as dificuldades que giram em torno do sustento financeiro através da mesma. Concomitantemente, acompanhamos certa esperança brotar de tais problemáticas.

A protagonista (e também uma das mãos que assina o roteiro) Karine Teles, tem uma atuação que espanta, nos arrastando inevitavelmente pra dentro de cena viva da trama. Comove, sonha e sente dor junto com o espectador. Percorre todas as personagens (Marlyn Monroe, Betty Page, Carmem Miranda) em uma só. Foi emocionante conhecer melhor essa talentosa atriz.

Muito me orgulha vir aqui e falar bem do nosso cinema. Queria que todas as vezes fossem assim.

Não risque esse filme da sua lista de “filmes que quero ver no cinema esse ano”.  Recomendo.


Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *