quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Rabbit Hole

Para começar meu primeiro e novo blog, do qual pretendo cuidar com carinho e dar muita atenção, exatamente como faço com meus livrinhos de cinema(um deles já lançado), venho aqui falar de Rabbit Hole, filme muito comentado por meus amigos twittanos, principalmente, o @clickfilmes - Andrey Aronofsky (conheço esse sobrenome de algum lugar...).

O filme conta a história de um casal que sofre com a perda do filho e aos poucos tentam passar por cima dessa tragédia, porém ainda é muito difícil principalmente para a protagonista da trama.


Sabia que viria coisa boa pela frente, principalmente quando vi que no elenco tinha Nicole Kidman e Aaron Eckhart , além de outros nomes muito competentes. A história é uma tristeza danada, baseada em um livro homônimo(caso eu não esteja enganado, não gosto de usar o Google sempre, dá uma certa preguiça, então suponho...) porém, muito bem interpretada, com o tom certo de emoção proporcionada principalmente pelo personagem do Aaron,que rouba a cena da Nicole Kidman o filme todo, exatamente como fez com todo o elenco de “Obrigado por Fumar”.

Adorei saber o porquê do nome do filme, é o nome do livro(HQ) que o adolescente que atropelou o filho dos protagonistas criou e deu de presente a personagem da Nicole em certa hora do filme. Eu gosto que esses detalhes se encaixem e dêem ao filme o suporte necessário para o roteiro fluir com boas sacadas.


Recomendo muito o filme e espero que vocês também possam falar bem desse bom filme pelas mídias sociais, no seu bairro e em Hollywood.

Obs: Não acredito que cogitam a Nicole Kidman para concorrer ao Oscar e o Aaron Eckhart não. Certamente um absurdo(mais um) que as premiações americanas fazem a cada ano, tornando a vida do cinéfilo muito mais triste pela falta de reconhecimento de quem merece tal.



4 comentários:

  1. Parabéns pelo Blog!!! Cuida pra daqui a pouco ele ficar cheio de posts legais!

    ;)

    ResponderExcluir
  2. Ótimo blog, vou te linkar no portalcine.wordpress.com.

    Raphael, eu achei o filme bem interessante, ele trata o luto de um modo particular sem se tornar algo extremamente apelativo. Nicole está muito bem mas não pra ganhar Oscar e Aaron talvez seja o maior destaque... se bem que apesar de serem pais da mesma criança 'perdida', a densidade dos seus personagens são um tanto diferentes.

    ResponderExcluir
  3. Fala robson!
    Acho que os dois atores conseguiram uma química dramática muito interessante e a intensidade é explorada ao máximo, sendo o grande propulsor do roteiro do filme

    ResponderExcluir