quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Onde está a Felicidade? - Cinema com @vassilizai


“Não existe caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho”. Com essa frase à La Gandhi, o filme Onde está a Felicidade?, que estréia nas salas de todo o Brasil dia 19 de agosto, tem seu abre-alas.

O terceiro longa de Carlos Alberto Ricelli conta a história de Téo, uma apresentadora de um programa de culinária que descobre uma traição virtual de seu marido, interpretado por Bruno Garcia. A partir desse fato e após uma conversa, tem a idéia de curar todos os seus problemas em uma viagem à Santiago de Compostela, famoso ponto turístico da Espanha. O produtor de seu programa, interpretado por Marcelo Airoldi, e uma amiga espanhola a acompanham nessa jornada.

As paisagens são os mais interessantes aspectos da fita, deixando o roteiro e a direção um pouco atrás. O filme tem uma ótima intenção, mas boa intenção não ajuda a tornar um filme bom. O trailer gerou certa expectativa que não foi atendida pelo longa. Algumas cenas dão certo, outras não. O novo filme de Riccelli tenta divertir, mas tem diálogos que não acrescentam muito à trama. Me senti lendo um livro de auto-ajuda de mais de 200 páginas.

O longa tem muitas cores, principalmente o vermelho, fato que me lembrou muito alguns filmes do Pedro Almodóvar – só o fato de ter sido passado, em parte, na Espanha, já trás alguma referência.

Adnet poderia ter sido melhor aproveitado. Ele e sua esposa, a também comediante Dani Calabresa, fugiram dos personagens que estão acostumados a interpretar e a fórmula não se encaixou. Achei bastante exagerado o uso de tantos palavrões, principalmente pelo personagem do Marcelo Airoldi.

Observação cinéfila: fiquei perplexo com a semelhança, nesse filme, da Bruna Lombardi com a atriz francesa Melanie Laurent. Parecem mãe e filha.

O filme entra em cartaz na próxima sexta-feira e acho que você que curte livros de auto-ajuda e/ou quer prestigiar o nosso cinema, vale a pena conferir. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário