Crítica do filme: 'Branca de Neve e o Caçador'


Com um orçamento que beirou aos 100 milhões de dólares, “Branca de Neve e o Caçador”, tenta conquistar o público com uma adaptação bastante sombria sobre o conto famoso da Branca de Neve e os Sete Anões. Para essa ‘dark’ missão, foi convocado uma vencedora do Oscar e um elenco basicamente de jovens que estão em alta no mercado Hollywoodiano. A consequência disso é um filme muito irregular, com atuações que beiram ao ridículo.

Na trama, após muitos anos de felicidade, o reinado do Rei Magnus chega ao fim de forma dramática. Sua filha, a princesa Branca de Neve, consegue fugir da tirania da Rainha Má e vai procurar refúgio em um lugar muito perigoso. Para capturá-la de volta, a vilã da trama manda o ‘caçador’ para a missão, prometendo-o ter sua mulher de volta caso tenha êxito. Mas o jovem acaba tornando-se protetor e mentor da bela princesa e juntos planejam uma missão para derrotar a Rainha Má.

A narração do caçador já dava a pequena impressão do pesadelo que viria pela frente. Branca de neve encarna um espírito de William Wallace em busca da liberdade sua e de seu povo. Completamente sem carisma, os personagens são introduzidos na trama de maneira esquisita e sem nenhuma ponte criada com o espectador.  A proposta comercial, que claramente vemos nas sequências, atrapalha o ritmo do filme que estranhamente se prolonga quase que eternamente, dando um ‘stop’ com mais de duas horas de sacrifício cinéfilo.

A escolha de Kristen Stewart para o papel da protagonista e de Chris Hemsworth para o papel secundário (do caçador) foi um grande equívoco cinematográfico. A primeira não consegue se conectar com nenhuma cena de sua personagem, parece que está em outro filme (não sei se vocês sentiram também essa impressão), já o segundo é muito irregular nas sequências e erra demais quando tenta deixar eu personagem engraçado, chega a ser constrangedor em alguns momentos.

Tem ponto positivo? Tem sim. A ótima trilha do craque James Newton Howard. Mas é muito pouco para um longa que prometia ser um dos melhores do ano. Na telona, simplesmente, não acontece. O que era pra ser diversão vira chatice em forma de cinema.





You Might Also Like

13 comentários

  1. Eu confesso que ainda tenho um pouco de curiosidade em conferi-lo, cheguei a ler outras críticas, nas quais disseram que ele ao menos funcionava como boa diversão (sim, eu tenho minhas dúvidas em relação a isso), mas só o fato de ser uma obra de pretensões megalomaníacas já me deixa com um pé atrás... Eu até que gosto da Kristen Stewart (principalmente por causa de "O Silêncio de Melinda), apesar das limitações dela, mas não acho que ela seria nem de longe a melhor opção para o papel...

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/06/o-abrigo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor filme de stewart chama-se 'o lenço amarelo'

      Excluir
  2. Ainda não conferi o filme (e pretendo, apesar das críticas negativas), mas realmente esperava que o mesmo contasse com os defeitos que você apontou (principalmente quanto ao carisma dos personagens.) Excelente análise!

    ResponderExcluir
  3. Ainda não vi o filme, mas como o conto é um grande espécime no que concerne a magia transformadora, no inconsciente, creio que deverá ter um grande poder a nível arquetípico.
    dra.ypessoa, doutora em Física e analista junguienne.

    ResponderExcluir
  4. cara adorei suas criticas, ja havia lido outras ,mas em relação ao suspence que me parece bem maior quando é você que fala**

    ResponderExcluir
  5. filme que tinha tudo para ser muito melhor do que foi. chato e previsível. quem brilhou mesmo foi a rainha má. coadjuvante protagonizou as cenas.

    ResponderExcluir
  6. Me desculpe, mas suas analizes são de uma pessoa a qual assiste o filme esperando algo óbvio e fútil. não estou falando desse filme em especial, falo por todas as suas criticas que li. Filmes são para ser interpretados por quem assiste, não apenas memorizados. Desculpe-me se ofendi. Mas cada um tem seu gosto e eu admiro isso. Mas, por favor, não seja tão grosso em suas analises. Me desculpe mesmo.
    Ps.: Assista o filme "Into the wild"

    ResponderExcluir
  7. Falou tudo, o filme realmente e um lenga lenga sem fim, com péssimas atuações.
    Na minha opinião o que salvou foi a atuação da Charlize Theron, ela praticamente carrega o file inteiro nas costas, com sua atuação, esse foi o único motivo para eu ter assistido até o fim.
    E os produtores ainda querem fazer uma trilogia? Vai flopar geral.
    Adoro suas críticas, você escreve muito bem.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Pra ser sincera, eu gostei do filme principalmente por ser uma versão mais sombria de um conto de fada. Ele mostra a Branca de Neve como uma pessoa decidida em salvar o seu reino e achei a atuação da Kristen muito boa, como também achei a do Chris Hemsworth que demonstra em seu personagem bêbado e triste que as pessoas podem melhorar,mas algumas precisam de motivações e a dele foi a branca. E espero que o próximo saia logo estou ansiosa!! =)

    ResponderExcluir
  9. Considerando que gostei do filme "A garota da capa vermelha" e também do "Alice", achei que este fosse seguir a linha de contar uma versão, digamos, "adulta" do conto de fadas. Prometia e muito. Mas quando vi a atriz principal, comecei a não esperar demais do filmes. E realmente me decepcionei. Essa garota não consegue transmitir emoções e, ao fim da trama, me peguei torcendo para a rainha má durante o discurso da Bella, quero dizer, da Branca de Neve. Sem sal, sem açúcar, total perda de tempo.
    Quanto às suas críticas, cheguei ao site sem querer e adorei. Mesmo quando os filmes são ruins vc ainda recomenda que se assista. É isso mesmo, cada um com sua opinião! Amei! E concordei com grande parte das críticas que fez. Com certeza, visitarei mais vezes.

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto de desempenho de Stewart no filme e The Yellow Handkerchief . Se você ainda não viu eles podem fazê-lo na HBO online. É uma grande história de auto-descoberta através do amor e uma viagem por estrada

    ResponderExcluir