Crítica do filme: 'Snowden - Herói ou Traidor'

O erro acontece de vários modos, enquanto ser correto é possível apenas de um modo. Dirigido pelo premiadíssimo cineasta nova iorquino Oliver Stone, Snowden - Herói ou Traidor fala sobre a conhecida história do ex agente do governo norte americano Edward Snowden que resolveu entregar a jornalistas documentos secretos de ações de invasão de privacidade do governo norte americano ao longo de alguns anos. Baseado em duas obras: Time of the Octupus, de Anatoly Kucherena e The Snowden Files: The Inside Story of the World’s Most Wanted Man, de Luke Harding, o roteiro do filme foi adaptado pelo próprio Stone e Kieran Fitzgerald. Joseph Gordon-Levitt, que da vida à Snowden, tem uma atuação irretocável, domina seu personagem do início ao fim.

Na trama, conhecemos mais profundamente a história do ex- analista da Cia Edward Snowden que no ano de 2013 divulgou informações oficiais roubadas de ligações telefônicas e conversas de internet, copiadas por Snowden de um centro de dados secretos norte americano. Ao longo dos intensos 134 minutos de projeção, conhecemos também a personalidade pacata do analista, seu único grande amor e seu modo de pensar, culminando na exposição de informações que chocaram o mundo com suas revelações.

O drama faz uma abordagem muito profunda sobre todas as informações coletadas por Snowden ao longo de seus anos trabalhando para o governo norte americano, só por isso e também por isso podemos dizer logo de cara que esse projeto é bastante corajoso pois traz detalhadamente tudo o que aconteceu desde o treinamento de Snowden até a decisão de expor os fatos. O longa metragem abre margens argumentativas para definirmos se Snowden – é mais herói ou mais vilão.

Na composição da vida pessoal do personagem principal, o filme não alcança tanta profundidade, o relacionamento de internet, que vira amor de vida real com Lindsey (Shailene Woodley), é bastante explorado, porém, focando nas decisões de Snowden a partir de atos conseqüentes de seu relacionamento como as inúmeras mudanças de moradia e seu inconstante temperamento por conta de seu temperamento workholic. As questões externas, opiniões de outros países a partir das revelações de Snowden também ganham pouco foco.


Snowden - Herói ou Traidor na média é um bom filme. Muito pelas atuações e pelo roteiro. Por mais que não alcance à profundidade em alguns pontos, consegue deixar o público com base suficiente para argumentar sobre o fato que chocou milhões de pessoas no mundo a fora.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Para quem ainda não conhece Snowden e o que ele fez, é uma ótima pedida.

    ResponderExcluir