sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Os 3 melhores do ano (2010)

Agora chegou a hora de falar dos momentos bons dentro de uma sala de cinema. Os grandes filmes do ano. Vou fugir do comum e falar de filmes que a maioria não deve ter visto e eu tive a sorte de ver no festival do RJ. Vi ao todo 212 filmes esse ano, uma marca razoável, já tive piores e melhores. Bem, chega de papo e vamos ao que interessa, aqui estão os 3 melhores do ano para mim...

Terceiro lugar: A Vida dos Peixes(Chile)

Nunca pensei que um filme chileno, país de pouca expressão no mundo do cinema, mexesse tanto comigo como esse A VIDA DOS PEIXES mexeu. Acho que a simplicidade, que sempre levo em consideração em qualquer produção de orçamento baixo, é o pontapé inicial positivo que comento desse trivialmente genial filme. O roteirista, o diretor, pegaram poucos recursos(até mesmo locações, só tem uma) mas com muita mão-de-obra qualificada(sim, eu falo dos atores) e colocou no liquidificador e deu certo. A trilha sonora é algo maravilhoso e tá no top 5 desse ano também.


A trama fala sobre um reencontro de dois eternos amantes em uma festa rodeado de passado e indefinição sobre o futuro. O filme não toma tendências, o que é ótimo, os atores tem uma harmonia que comparo, sem dúvidas, a Julie delpy e Etahn Hawke(Antes do amanha/Antes do por-do-sol) e o casal de ONCE(aqueles que não sabemos os nomes dos personagens até hoje!).

Recomendo muito e você que não gosta de cinema sem ser o “americano” larga esse preconceito bobo e vá ver filme latinos, fazemos um ótimo cinema, cada vez melhor!






Segundo lugar: A Solidão dos Números Primos

Esse filme italiano mexeu comigo. Sai do trabalho e uma noite chuvosa para encontrar minha mulher e juntos vermos esse filme, no festival do Rj, que havíamos previamente comprado. Chegando lá, pensando ser mais um filme comum, me desinteressei no começo, mais aos poucos o filme foi tomando forma e se tornando sensacional em alguns takes.

O filme conta a historia de duas almas gêmeas separados por algumas tragédias, que culminaram para um fundo do poço emocional menos quando estão unidos combatendo essas dores. A trama é muito complexa mas o roteiro chega a ser um pouco simples na comparação com outras obras difíceis. Me lembrou muito um filme espanhol chamado OS AMANTES DO CÍRCULO POLAR. Adorei os atores principais: Alba Rohrwacher, Luca Marinelli além é claro, da presença sempre marcante de Isabella Rossellini.

Recomendado para você que tem emoções aos extremos saindo do seu peito!




Primeiro lugar: A Origem

Eu tento sempre fugir de filmes muito americanizados, principalmente nos volumes do meu humilde livro, Guia do Cinéfilo. Mas não tive como fugir dessa grandíssima obra chamada A ORIGEM. Chris Nolan consegue ser genial, nas imagens e na trama complexa, com um final de deixar qualquer um pasmo e louco pra ver de novo pra saber se entendeu mesmo.

Não preciso falar muito sobre, todos nós já vimos.

Leonardo DiCaprio volta a atuar bem como o protagonista dessa produção que conta com ótimos nomes (como Marion Cotillard, Michael Cane e Ellen Page) e grandes surpresas(positivas, como: Tom Hardy e Joseph Gordon-Levitt). O filme conta com inúmeras cenas que não irão sair da memória de nós cinéfilos durante um bom tempo. Já entrou pra história da sétima arte. 2010 foi o ano de Nolan e A ORIGEM. Ganhando o Oscar ou não, pra mim é disparado o melhor filme do ano.





1 Postagens cinéfilas:

Danilo Soares disse...

Raphael, voce tem algum link para a "A Solidao dos Numeros Primos"?

"A vida dos Peixes" eu achei, mas numa resoluçao bem ruim...


Vou verificar suas dicas, mas por enquanto concordo com o que falou sobre "A Origem". Foi o ano do Nolan, de fato.

Abraço.

Postar um comentário

 
Copyright © Guia do Cinéfilo | Theme by BloggerThemes & simplywp | Sponsored by BB Blogging