Crítica do filme - 'Os Vingadores'

Baseado na história em quadrinhos criada por Stan Lee e Jack Kirby, “Os Vingadores” era um dos filmes mais aguardados do ano (talvez ao lado do novo Batman de Christopher Nolan). Bem, a espera acabou! Para delírio dos fãs, Joss Whedon, famoso diretor de seriados americanos, faz um trabalho fabuloso no comando desses grandes astros conseguindo deixar o crítico de cinema mais chato desse planeta com um sorriso de orelha a orelha quando termina a fita. É absolutamente genial.

Nessa fita tão aguardada, o inimigo da vez é Loki (interpretado pelo ator inglês Tom Hiddleston), irmão desobediente de Thor, que veio de Asgard para recuperar um artefato poderoso.  Assim, quando ele surge de outro planeta ameaçando a segurança global, Nick Fury (Samuel L. Jackson), diretor de uma agência internacional secreta conhecida como “SHIELD”, resolve adotar um plano mirabolante e recruta uma equipe de notáveis guerreiros para livrar o mundo de um possível apocalipse provocado pelas forças do mal. Para a missão de salvamento da terra são chamados: o bilionário, playboy e excêntrico Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), o dorminhoco Capitão América (Chris Evans), o irmão do vilão desse primeiro filme dos Vingadores, Thor (Chris Hemsworth), o calmíssimo Hulk (Mark Ruffalo), o Legolas da nossa geração, Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) e a linda e competente Viúva Negra (Scarlett Johansson).

Nessa produção que é um prato cheio para os fãs dos quadrinhos somos, um a um, reapresentados aos nossos queridos e carismáticos heróis.

O Capitão América é mais uma vez interpretado pelo ex-tocha humana Chris Evans (que esteve rapidamente no Brasil, recentemente, divulgando o filme), após acordar de um longo sono o famoso capitão é chamado para a linha de frente pintando e bordando com seu escudo mega protetor que também serve como impulso para pulos sensacionais. Hulk, interpretado muito sabiamente por Mark Ruffalo, em seu momento relaxado divide varias cenas no laboratório com Tony Stark, já em seu momento de fúria destrói prédios, balança (com uma facilidade) vilões de um lado para outro e se torna um dos grandes destaques do longa, com cenas impagáveis. Thor e seu visual Patrick Swayze em “Caçadores de Emoção” (uma das melhores piadas do longa, obrigado à mente brilhante cômica de Tony Stark/ Robert Downey Jr.) tem cenas hilárias com Hulk e Homem de Ferro. Hawkeye, conhecido por nós brasileiros por “O Gavião Arqueiro”, passa parte do filme longe dos amigos de batalha, na verdade em uma corrente totalmente contrária, volta ao normal no fim, ajudando com sua mira certeira. Scarlet Johansson como agente secreta e falando russo irá deixar os marmanjos loucos, vestida de Viúva Negra, impressionante como a personagem caiu bem nela. Mas, não tem como não comentar dele: Robert Tony Downey Stark Jr., roubando a cena, como sempre, na pele do Homem de Ferro, está excepcional em todas as cenas em que participa, faz o público quase aplaudir de pé suas aparições cheias de charme, comédia e competência, vale o ingresso!

O grupo demora a se entender, cada um luta por uma causa até perceberem que podem trabalhar pela mesma. Essa humanização dos papéis é característica bastante evidente no roteiro assinado pelo próprio diretor, assim deixando muitas coisas inimagináveis na linha do possível aproximando o público a cada instante dos queridos personagens. 

Já perto do final, na principal batalha, cada um ajudando o companheiro geram sequências espetaculares, nostalgia nerd cinéfila na telona! Lutando contra lagartos voadores, poderosos do mal com um chapéu de chifres, monstrengos bufando raiva, em meio a muita ação e cenas de lutas muito bem construídas, ninguém tenta aparecer mais que ninguém. Juntos todos os atores em cena estão fantásticos e se doam para transformar esse filme em uma das melhores adaptações de um quadrinho para as telonas.

Você não pode perder esse filme. É para ver e rever! E atenção! Não corram das cadeiras quando subirem os créditos, uma surpresinha os aguarda, fica a dica! O melhor filme, em todos os sentidos possíveis, do ano até agora, calma Bruce Wayne! Maravilhoso, excepcional, se melhorar estraga!  

You Might Also Like

1 comentários

  1. Com certeza o melhor filmes de todos os tempos....não vejo hora de assistir.

    ResponderExcluir