Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade. Um dos grandes favoritos para ganhar a estatueta do Oscar na próxima grande festa do cinema, Spotlight - Segredos Revelados realmente é um baita de um filmaço que mostra detalhadamente uma investigação feita por um jornal de Boston sobre os abusos de sacerdotes da Igreja Católica contra crianças. Com uma direção impecável do cineasta norte-americano Tom McCarthy (diretor do fabuloso O Agente da Estação) e com um elenco para lá de inspirado, essa longa-metragem coloca todo o foco no jornalismo investigativo e na força que a mídia possui em nossa sociedade.

Lançado no último Festival de Veneza, o filme, baseado em fatos reais, gira em torno de uma equipe de jornalistas investigativos comandados Robby (Michael Keaton) que acabam descobrindo um escândalo ligado à igreja católica que escondia casos de abuso de menores por padres na cidade de Boston. Lutando contra grandes forças que sempre protegeram essa história, os jornalistas precisam lidar com muitas surpresas e bastante paciência para poder apurar todos os fatos e publicar a matéria. A reportagem rendeu aos jornalistas o prestigiado Prêmio Pulitzer de serviço público em 2003.

Ao longo dos 128 minutos de projeção (que nem vemos passar), acompanhamos um grande embate entre os que protegem a igreja católica e os combatentes da mídia. Com algumas batalhas de tribunais, apuração e descobertas surpreendentes ao longo do processo da matéria, o espectador fica com um ar de curiosidade a cada sequência sobre como vão se definir aqueles fatos. Principalmente quando um embate entre estratégias dos próprios jornalistas fica cada vez mais aflorado mas sempre caminhando no mesmo objetivo. Nesse momento surge um dos grandes personagens do filme Marty Baron (talvez a melhor atuação da carreira de Liev Schreiber), o novo editor do Jornal que incentivou o start nas apurações iniciais do caso.


Spotlight - Segredos Revelados tem estreia confirmada no Brasil no dia 07 de janeiro e deve ser um grande sucesso de público não só porque conta com rostos conhecidos do grande público mas porque possui uma poderosa trama, completamente envolvente do início ao fim. Não percam!

Crítica do filme: 'Spotlight - Segredos Revelados'

Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade. Um dos grandes favoritos para ganhar a estatueta do Oscar na próxima grande festa do cinema, Spotlight - Segredos Revelados realmente é um baita de um filmaço que mostra detalhadamente uma investigação feita por um jornal de Boston sobre os abusos de sacerdotes da Igreja Católica contra crianças. Com uma direção impecável do cineasta norte-americano Tom McCarthy (diretor do fabuloso O Agente da Estação) e com um elenco para lá de inspirado, essa longa-metragem coloca todo o foco no jornalismo investigativo e na força que a mídia possui em nossa sociedade.

Lançado no último Festival de Veneza, o filme, baseado em fatos reais, gira em torno de uma equipe de jornalistas investigativos comandados Robby (Michael Keaton) que acabam descobrindo um escândalo ligado à igreja católica que escondia casos de abuso de menores por padres na cidade de Boston. Lutando contra grandes forças que sempre protegeram essa história, os jornalistas precisam lidar com muitas surpresas e bastante paciência para poder apurar todos os fatos e publicar a matéria. A reportagem rendeu aos jornalistas o prestigiado Prêmio Pulitzer de serviço público em 2003.

Ao longo dos 128 minutos de projeção (que nem vemos passar), acompanhamos um grande embate entre os que protegem a igreja católica e os combatentes da mídia. Com algumas batalhas de tribunais, apuração e descobertas surpreendentes ao longo do processo da matéria, o espectador fica com um ar de curiosidade a cada sequência sobre como vão se definir aqueles fatos. Principalmente quando um embate entre estratégias dos próprios jornalistas fica cada vez mais aflorado mas sempre caminhando no mesmo objetivo. Nesse momento surge um dos grandes personagens do filme Marty Baron (talvez a melhor atuação da carreira de Liev Schreiber), o novo editor do Jornal que incentivou o start nas apurações iniciais do caso.


Spotlight - Segredos Revelados tem estreia confirmada no Brasil no dia 07 de janeiro e deve ser um grande sucesso de público não só porque conta com rostos conhecidos do grande público mas porque possui uma poderosa trama, completamente envolvente do início ao fim. Não percam!

Um comentário:

  1. Este filme é bom. Pessoalmente desfrutei muito deste filme pelo bom enredo e narrativa. Realmente vale a pena todo o trabalho que o elenco fez, cada detalhe faz que seja um grande filme. É um dos filmes de drama mais interessantes de Michael Keaton além do filme que eu li na The Founder resumo que ele estrenou no ano passado . Você já viu também? Vale muito à pena, é um dos melhores do seu gênero. Além, tem pontos extras por ser uma historia criativa. Se vocês são amantes do trabalho desse ator este é um filme que não devem deixar de ver.

    ResponderExcluir