sexta-feira, 23 de março de 2012

Crítica do filme: 'Jogos Vorazes'

O novo trabalho do americano Gary Ross (“Seabiscuit - Alma de Herói”) promete levar uma legião de fãs para dentro dos cinemas. Estamos falando de “Jogos Vorazes” o primeiro longa de uma saga que conquistou o mundo jovem, recentemente. Para não deixar nenhum fanático pela trama insatisfeito, foi escolhida para dar vida à protagonista, uma atriz que transpira competência, Katniss não poderia estar em melhores mãos, Jennifer Lawrence. A trajetória da arqueira passa por um evento planejado, um programa de entrevistas daqueles bem sensacionalistas (que vemos muito na TV brasileira e americana), visuais extravagantes e diálogos programados que inflamam o público. O filme tem muitas semelhanças com “Show de Truman”, não há como negar.

A saga é situada em um futuro onde o poder governante seleciona um menino e uma menina de doze distritos para lutarem até a morte, em uma espécie de arena, ao vivo na televisão. Após sua irmã mais nova ser selecionada para a batalha, Katniss Everdeen se oferece para ir no lugar dela. Ao seu lado, embarca nessa história Peeta Mellark, com que Katniss já teve uma situação no passado.  Ambos são peças em um jogo desleal e lutam não só pela sobrevivência mas para não se transformarem como pessoas. Levando o número 12 nas costas, Katniss embarca nessa aventura que mudará para sempre sua vida e a de seu distrito.

O olhar de Jennifer Lawrence trás muita humanidade à personagem. Um dos grandes acertos da produção do longa foi a escolha dessa artista americana (já, uma vez, indicada ao Oscar) para o papel principal. Ótima atuação, mais uma vez, dessa talentosa jovem de 21 anos. Os fanáticos pelo livro de Suzanne Collins não vão ter o que se queixarem, Lawrence incorpora com perfeição a corajosa Katniss Everdeen.

O resto do elenco também brilha e exageram na composição dos personagens. Nesse caso o “exagero” é uma coisa positiva!  

Elisabeth Banks, maquiada até o pescoço, provavelmente mais enfeitada que os músicos da banda “Kiss”, tem alguns momentos hilários na trama. Donald Sutherland engrandece o elenco e pelo final desse primeiro filme, terá papel importante na sequência da franquia. Wes Bentley interpreta o impiedoso Seneca Crane, praticamente quem manda e desmanda nos “Jogos Vorazes”, tem um desfecho, no mínimo, inusitado. Stanley Tucci e seu cabelo “Katy Perry” aparecem em muitos momentos, geralmente entrevistando os protagonistas em “Talk Shows” que conhecemos muito bem. O ótimo Woody Harrelson dá vida ao personagem Haymitch Abernathy (um dos poucos que já venceu aquela árdua disputa), bem excêntrico e com momentos importantes para a história. Excentricidade é sinônimo do veterano ator, dá um show em cena. Quem aparece também é o cantor Lenny Kravitz, como Cinna, o estilista da dupla do Distrito 12, não compromete em momento algum.

A adaptação deixa um pouco a desejar na introdução dos personagens. Tudo é passado de maneira muito rápida, deixando vagas, lacunas importantes para o espectador que não conhece a história. O filme ganha muito em emoção quando a disputa na floresta começa, deixando o público atento a tudo que acontece em cena.  

Robin Hood, Legolas entre outros arqueiros famosos do mundo da sétima arte estariam orgulhosos da jovem Srta. Everdeen. Será que Gandalf arrumaria uma vaguinha para ela na próxima jornada em busca de outro anel?

A partir do dia 23 de março corra para o cinema mais próximo! Que os jogos comecem!



6 comentários:

  1. "Elisabeth Banks, maquiada até o pescoço, provavelmente mais enfeitada que os músicos da banda “Kiss”..

    Ah, ah, ah, a,h..... Confesso que não tinha me interessado pelo filme quando vi os anúncios na TV porque parecia algo tipo "Jogos Mortais", mas, agora, lendo tudo oque escreveu, parece que é uma ótima trama.
    Obrigado por compartilhar conosco!

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  2. eu achei esse filme totalmente ridículo, sai da sessão indignada. Achei q seria uma saga como harry potter e crepusculo,mas me enganei tragicamente. Seria mais proveitoso amassar o meu dinheiro e coloca-lo na reciclagem do q ficar duas horas e meia vendo esse filme.ela nao fica com o cara q ele gosta, muitas pessoas inocentes morrem e ele nao consegue acabar com os jogos. foi um filme muito mal feito e eles deviam se sentir envergonhados por comparar esse lixo de filme com os magnificos Harry Potter e Saga Crepusculo. Esse filme nao chega nem aos pés de crepusculo e nem lasca a ponta da unha de Harry Potter. Me arrependi profundamente de ter gastado o meu dinheiro com esse filme ridiculo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente: é ÓBVIO que eles não iriam conseguir acabar com os Jogos Vorazes no PRIMEIRO filme da série e, é por isso que é uma SÉRIE, ou seja, TEM MAIS DE UM FILME (acho que só falando assim para você entender). O Harry não acabou definifivamente com o Lorde das Trevas em um só filme, acabou? E não é por isso que você deixou de gostar de Harry Potter. O Harry passou por várias situações desastrosas, mas no final das contas atingiu seu objetivo. Com a Katniss também é assim, ela vai sofrer, muito por sinal, mas no fim vai conseguir derrotar a Capital, é claro que com a ajuda de outras personagens muito importantes, como o Ron e a Hermione em Harry Potter.

      Em relação ao que você disse dela não ter ficado com "o cara que gosta". Você está enganada minha querida/ meu querido, pois até então, o suposto amor dos dois era uma tática para os Jogos Vorazes, da parte do Peeta não, ele já gostava dela, mas a Katniss não tinha certeza, e como os Jogos são televisionados, ela tinha que mostrar amá-lo para enganar o povo da Capital e fazer com que ninguém quisesse realmente que os "amantes desafortunados" morressem. Acho que pelo visto eles conseguiram enganar você também, ou então, você deve ter achado que o filme é ruim por que não conhece a história ou não prestou atenção nela.

      Tá, tudo bem que muitas pessoas inocentes morreram como a Rue e outros tributos, mas em Harry Potter, muitas pessoas morrem também, como por exemplos: o Sirius, o Lupin, a Tonks, o Alastor, o Fred, o Dobby, os pais do Harry... E o filme deixou de ser bom por causa disso? NÃO. Você mesmo(a) disse!
      Em Jogos Vorazes, as pessoas que morreram, só provaram o quanto era forte o poder da Capital sobre os distritos e, não morreram em vão, suas mortes significaram perdas para muitos e ajudaram para se ter uma revolta.

      Acho que você está desinformada, então, LEIA os livros, conheça, para depois JULGAR alguma coisa. (=

      Excluir
  3. Realmente, ele não se compara a "Saga" Crepúsculo, se é que se pode chamar isso de saga! É ridículo compará-lo , pois é , EM TUDO, muito superior ao filme desses vampiros ridículos! Amei o filme!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Não entendo as críticas positivas que recebe esse filme. Este é, seguramente, um dos piores filmes que já assisti.

    ResponderExcluir