terça-feira, 2 de maio de 2017

Crítica do filme: 'Corra!'

Longa de estreia do ator nova iorquino Jordan Peele na direção(que também assina o roteiro), Get Out, no original, é antes de tudo um filme com um atmosfera eletrizante onde a tensão comanda cada segundo da projeção. O sensacional roteiro faz um retrato angustiante que vai desde o preconceito racial até a psicopatia de elementos de uma família pra lá de macabra. Com um orçamento modesto de 4.5 milhões de dólares, o filme virou sensação nos cinemas mundo a fora e estreia aqui no Brasil em meados desse mês de maio.

Na trama, conhecemos o jovem e apaixonado Chris (Daniel Kaluuya) que possui um relacionamento intenso com sua namorada Rose (Allison Williams) e adora fotografia. Certo dia, Rose convida Chris para conhecer sua família em uma cidade do interior. Chegando lá, é apresentado a família da namorada e coisas estranhas começam a chamar sua atenção e aos poucos o protagonista vai percebendo que nada é o que parece nessa família.

Do primeiro ao último minuto, um clima de tensão é imposto e não desgruda dos olhos atentos do público que acompanha os passos do protagonista nessa angustiante viagem rumo a descobertas inacreditáveis. A questão do preconceito racial é bastante explorada assim como as loucuras e experimentos que o protagonista é submetido, seja por meio da hipnose, seja por meio dos abalos emocionais sofridos pela situação caótica que vive. As surpresas ao longo do filme são inúmeras sempre preenchidas com uma carga satisfatória de adrenalina.

Corra! tem tudo para ser o melhor filme de terror/suspense do ano. Para os amantes do gênero, é um prato cheio de emoções e reações. Corra! Aos cinemas.


0 Postagens cinéfilas:

Postar um comentário

 
Copyright © Guia do Cinéfilo | Theme by BloggerThemes & simplywp | Sponsored by BB Blogging