sábado, 16 de janeiro de 2016

Crítica do filme: 'O Bom Dinossauro'

Falando sobre amizade e a descoberta da maturidade na adolescência, além dos mais primitivos instintos de sobrevivência, a nova animação da Disney O Bom Dinossauro é mais um daqueles filmes lindos usando a técnica de animação que comovem e fazem os olhinhos da criançada brilhar. O Bom Dinossauro dirigido pelo cineasta Peter Sohn, em seu primeiro longa-metragem, possui um roteiro bem básico, seguindo as regras de sucesso de outras animações. O longa-metragem, que estreou no circuito na última quinta-feira (07) não apresenta nada de novo, nem impactante, mas não perde o brilho e a emoção, características básicas das animações da Disney.

Na trama, ambientada dentro da hipótese de que na fase pré-histórica do planeta Terra um asteróide não caiu por aqui e os dinossauros não foram extintos, conhecemos a família do jovem dinossauro Aldo que luta diariamente para sobreviver em paz em um planeta selvagem cheio de animais enormes. Certo dia, o pai de Aldo acaba falecendo numa situação extrema e o jovem dinossauro resolve fazer uma expedição para conhecer melhor o planeta onde vive. Buscando uma coragem que não sabia que tinha e fazendo novas amizades, principalmente com o humano Spot, Aldo amadurecerá bastante nessa longa caminhada de descobertas.

O longa-metragem, que teve uma troca na direção, atrasando o filme em quase um ano, é um bom filme. Mesmo quando prefere não tentar atingir ao espetacular, adotando a não profundidade nos personagens e acreditando buscar pontos de interação através da fofura dos animais que percorrem todo o filme. Mesmo assim, a animação lançada no último dia (07) é repleta de emoção sugando todo o carisma de Arlo, o atrapalhado mini Dino protagonista.


Produzido por John Lasseter, diretor de animações da sequência Carros, o filme expõe boas lições sobre amizade, família e coragem. Fora do Oscar deste ano, O Bom Dinossauro é fofinho mas pode ser que seja facilmente esquecido, não possui nenhum características para ser marcante, mesmo assim é um bom filme.

0 Postagens cinéfilas:

Postar um comentário

 
Copyright © Guia do Cinéfilo | Theme by BloggerThemes & simplywp | Sponsored by BB Blogging