sábado, 16 de abril de 2011

Eu sou o Número 4 - Não dica de @vassilizai

Começo dizendo que de todos os números, o  número quatro(4) , é o que eu menos gosto. Não me perguntem o porquê. Quando soube desse filme comecei a pensar, porque o número quatro??!! Problemas psicológicos a parte, fui ver essa produção de coração aberto e pronto para dizer coisas magníficas (positivas) sobre o filme. Bem...não se concretizaram!

O longa, eu classifico como primo de primeiro grau da saga “Crepúsculo”. Atores sem harmonia, um protagonista muito pouco competente, coadjuvantes bem fracos(como o astro da série “Justified” - Timothy Olyphant) e um diretor(que fez "Paranóia", um filme que eu até gosto) muito pouco produtivo que não sabe a hora certa de usar os “efeitos”. A única coisa boa que eu achei na produção foi a surpreendente atuação da Dianna Agron(a Quinn do seriado-sucesso , “Glee”). Eu acreditei na personagem dela e essa jovem atriz consegue se segurar nesse tsunami de poderes mágicos.
Ganhou um “Até breve” do cinéfilo aqui.  Mas o que se destaca, eu digo negativamente, no filme é o protagonista Alex Pettyfer. Não me convenceu em nenhum momento emocionante do longa, além de não ter conseguido se conectar com nenhum outro personagem da maneira que o seu personagem(e o roteiro) pedia.  Quando o “camisa 10” do time falha, em 90% dos casos, o filme vira um total fracasso.

Posso até dar uma chance e fazer as pazes com o número 4! Mas fácil do que eu dizer coisas boas desse longa...


Um comentário:

  1. Pooooxa, ate me desanimou a assistir!
    Masss, vou ver soh pra comprovar (ou nao) o q vc escreveu! haha
    =)

    Adorei este blog!

    Acho q faco parte, pq tb adooooro cinema!

    Bjinhos
    @SimoneStrabelli

    ResponderExcluir