sábado, 25 de fevereiro de 2012

Crítica do filme - 'A Música Segundo Tom Jobim'

Dirigido por Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim (neta de Tom Jobim) “A Música Segundo Tom Jobim” mostra a trajetória, por meio de canções, de um gênio da música brasileira, o maestro Antônio Carlos Jobim. O público se entusiasma e canta junto em muitos momentos. Casais apaixonados, de todas as fileiras, tascam beijos apaixonados sendo guiados pelas belíssimas músicas que pairam na mente dos brasileiros ha décadas.

Ao longo de um pouco menos de uma hora e meia de projeção caminhamos por meios de fotos e arquivos gravados (não existe diálogos, só há música) entre as inúmeras adaptações de músicas famosas do maestro, como: Garota de Ipanema, Águas de Março, Ela é Carioca, Eu Sei que Vou Te Amar, entre outras... Nas vozes de artistas consagrados, nacionais e internacionais.

Em relação a esses artistas que cantam Jobim, uma pausa para comentários.

Diana Krall cantando em português é um dos momentos mais marcantes do documentário. É uma pronuncia hilária com muita simpatia de uma das maiores vozes do jazz atualmente.

Sinatra e Tom, já se tornara um clássico. Espero que Leonardo Dicaprio (que deve ser o escolhido para interpretá-lo nos cinemas, em breve) faça bem o papel do eterno ‘blue eyes’ e que Jobim apareça de alguma forma no novo filme de Scorsese. Munido de um cigarro na mão direita o cantor americano interpreta como ninguém uma das mais belas canções da nossa música. Não seria maravilhoso ver esse dueto no novo filme do homem que possui as sobrancelhas mais famosas da sétima arte?

Tom e seu piano revolucionaram a historia da musica brasileira e colocaram de vez o Brasil nas paradas de sucesso mundiais. Esse grande trabalho coroa uma carreira marcada de muitas realizações maravilhosas mundo à fora.

Ao longo da fita notamos como era impressionante o número de artistas que cantaram as canções do gênio, todo mundo queria regravar Tom Jobim. Escutamos ao longo do documentário suas canções em inglês, italiano, até em língua oriental. O Brasil em minutos, estando presente em todas as partes do mundo por meio das músicas desse genial músico da nossa terra.

Não percam! Emocionante, isso sim é música para nossos ouvidos!

2 Postagens cinéfilas:

marcia1907 disse...

Menino, depois de lê-lo dá vontade de ir correndo ao cinema...
agora, "as sobrancelhas mais famosas da sétima arte?" é bom demais da conta.

Raphael Camacho disse...

Que bom que gostou Marcia! Viva Scorsese! Viva Jobim!

Postar um comentário

 
Copyright © Guia do Cinéfilo | Theme by BloggerThemes & simplywp | Sponsored by BB Blogging