quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Crítica do filme - 'Star Wars – A Ameaça Fantasma 3D (2012)'

Sabe aquela camisa velha do Star Wars jogada no canto do seu armário? Pode passar o ferro nela! A saga mais famosa da história da sétima arte está de volta às telonas. Escrito e dirigido por George Lucas, ‘Star Wars – A Ameaça Fantasma’ agora é em 3D. Será que isso é uma coisa boa, ruim ou tanto faz?

13 anos se passaram desde o primeiro encontro dos fanáticos fãs da franquia com seus queridos protagonistas desse episódio que é o primeiro (mas não foi filmado, nem exibido primeiro, como sabem) de uma série de seis filmes. No caso deste voltamos a conferir: naves super poderosas, criaturas esquisitas, maravilhosas cenas subaquáticas além do maravilhoso som do sabres de luz nos duelos.

Muito bom rever personagens que marcaram a vida de muitos cinéfilos mundo à fora.

O grande Mestre Jedi Qui-Gon Jinn, interpretado com muita serenidade pelo Liam Neeson e seu sabre de Luz verde. Obi-Wan Kenobi, que tem papel importante nos outros filmes, e seu sotaque inglês característico do ator escocês Ewan McGregor. A sempre bela Natalie Portman com apenas 18 anos na pele da Rainha Amidala. O trapalhão Jar Jar Binks, R2-D2 e o ciborgue de relações humanas C3-PO, também reaparecem para delírio dos Nerds de plantão. O maior destaque vai para o futuro Darth Vader, Anakin Skywalker, interpretado pelo ator Jake Lloyd.

Na trama, uma guerra nas estrelas está para ser declarada e dois nobres Mestres Jedi precisam proteger a Rainha Amidala das garras dos inimigos. Acabam chegando em Tatooine (um lugar onde a república não chegou) onde conhecem o personagem mais importantes para a continuação da saga, Anakin Skywalker. Todos esses personagens juntos começam assim uma grande batalha entre os lados da força.

Falando rapidamente da nova resolução, o 3D não fez efeito.  Fica evidente na tela, fora os créditos iniciais (que ficaram legais na resolução nova), que o longa não foi planejado para ser exibido dessa maneira.

A partir do dia 10 de fevereiro, essa aventura, adorada pelos amantes da sétima arte volta às salas de exibição. Que a força esteja no 3D, ou melhor, que a força esteja com você!

1 Postagens cinéfilas:

Emerson Felipe disse...

Imaginei que o efeito 3D pouco acrescentaria ao filme Star Wars A Ameaça Fantasma, já que, obviamente, não foi concebido para esse estilo de projeção em 1999.

Conheci a saga Star Wars apenas nos anos 2000, quando adquiri os 6 DVD's da safra, e, por sugestão de amigos, a assisti conforme a ordem de lançamento, e não a cronológica: me apaixonei à primeira vista pelos episódios originais da década de 1970 e me decepcionei com a primeira parte da trilogia (I a III), os quais achei chatos e sem o carisma e a magia presente nos antigos.

Mas, como todo cinéfilo que se preze, não deixarei de finalmente acompanhar Star Wars na telona, já que não pude fazê-lo em 1999. E fico na expectativa que os demais sejam relançados, não pela questão do 3D, mas da experiência cinematográfica de vê-los no cinema.

Parabéns pela análise, Raphael Camacho.

Postar um comentário

 
Copyright © Guia do Cinéfilo | Theme by BloggerThemes & simplywp | Sponsored by BB Blogging