Porque o ex-cantor de casamentos Ryan Gosling não foi indicado ao Oscar?

  • fevereiro 07, 2012
  • By Raphael Camacho
  • 0 Comments

O canadense Ryan Gosling é um dos grandes nomes do cinema atualmente. Filho de um caixeiro-viajante e de uma secretária, o talentoso artista abandonou a escola aos 17 anos para se concentrar em sua carreira de ator, antes, se apresentava em casamentos com sua irmã, cantando. Hoje, sucesso de critica e público, o artista de 31 anos (nascido na cidade de Ontário) coleciona ótimos filmes no currículo.

Não é de hoje que esse jovem ator vem surpreendendo a todos, com personagens complexos e filmes que vão de Blockbuster à independentes; Gosling chamou a atenção do público em 2004, com uma atuação convincente no romântico longa 'Diários de uma Paixão'. Mas a melhor atuação da carreira veio como um professor viciado em drogas, no comovente 'Half Nelson' (no ano de 2006), por esse trabalho foi indicado ao Oscar. No ano seguinte, fez muitos cinéfilos chorarem como o carismático Lars Lindstrom, que se relacionava comoventemente com uma boneca inflável, um trabalho maravilhoso desse futuro grande astro no filme ‘ A Garota Ideal’. Podia passar horas aqui comentando ‘Blue Valentine’ e ‘All Good Things’, mas quero chegar logo no assunto que me fez parar para escrever.

A surpresa para o mundo cinéfilo aconteceu no dia do anúncio dos indicados ao Oscar 2012, após a leitura do último nome para concorrer o prêmio de Melhor Ator e o nome de Gosling não estava na lista.  Porque será que isso aconteceu?

A teoria que compartilho com vocês é oriunda do raciocínio de um jornalista amigo meu (não sei se posso comentar o nome dele e nem da editoria dele) que foi feito logo após os anúncios dos indicados ao Oscar desse ano: O Sr. Gosling não foi indicado ao maior prêmio do cinema mundial por ter feito três trabalhos muito bons! Isso o prejudicou, pois, os votantes da academia dividiram seus votos nesses três filmes. Os longas em questão são ‘Amor à toda Prova’, ‘Tudo pelo Poder’ e ‘Drive’. Sinceramente ele merecia mesmo o prêmio por esse último filme, no qual, foi brilhantemente dirigido pelo sensacional diretor dinamarquês Nicolas Winding Refn.

Após a tristeza da não indicação, começou a circular pela internet uma foto de Gosling e alguns dizeres engraçados, provavelmente, feito por um fã do artista.

Bem, teorias à parte, os indicados ao Oscar desse ano fizeram (todos os cinco) bons trabalhos, merecendo estarem concorrendo ao famoso prêmio. Assim, fica apenas um desabafo de quem é fã e insiste que Ryan Gosling é um genial ator e merece sempre ser lembrado até quando não é indicado!

You Might Also Like

0 comentários