quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Crítica do filme: 'A Tentação'


Um filme surpreendente que fala sobre o amor de maneira não tão poética quanto vemos no mundo da sétima arte. A beleza do espetáculo cinematográfico passa pela boa atuação do triângulo amoroso que atrai o público com essa história envolvente que tem em sua linha temporal a grande chave para seu desfecho que promete arrasar corações. O roteiro de Matthew Chapman (ele também assina a direção do longa) é muito bem construído e faz com que o espectador não desgrude os olhos da telona. A tensão toma conta a cada minuto que passa e já não sabemos realmente o quê pode acontecer. O desfecho é interessante e surpreende, tentando fugir de qualquer clichê.

Na trama, um homem chamado Gavin Nichols está à beira do suicídio quando chega um policial (com muitos problemas também, na família) para tentar convencê-lo a não pular. Aos poucos, vamos ouvindo cada passo da história daquele homem e acontecimentos inesperados, sobre um triângulo amoroso conflituoso, envolvendo uma linda mulher e um fanático religioso que contornam aquele episódio.

Quando o fanatismo religioso toma conta do ambiente, todos os três personagens principais crescem. Tudo parece ficar muito bem alinhado, só tendo como suporte a história do policial (interpretado pelo ator Terrence Howard) que tenta convencer o suicida a não cometer o delito. A adrenalina aumenta de maneira inteligente deixando o público com os olhos fixados tentando deduzir o desfecho do drama.

O elenco ajuda muito para que o filme seja bom. Não é de hoje que Patrick Wilson vem sendo elogiado por suas atuações. O ator americano de filmes como: “Watchmen”, “Meninama.com”, “Pecados Íntimos” (e que mais recentemente virou protagonista de um seriado americano chamado ‘The Gift Men’) tem um papel importante na trama, conseguindo fazer com que o público entre na camada da tensão a cada ato de seu personagem, um religioso muito devoto que sempre entra em contraponto com a essência no seu relacionamento com a mulher, causando uma bifurcação de personalidades. Liv Tyler encontra o tom certo para sua personagem, Shana Harris, tem ótimos diálogos com os outros lados do triângulo. Charlie Hunnam, ator pouco conhecido do grande público, é o protagonista da trama e consegue realizar um trabalho bem interessante na construção do mesmo.

 “A Tentação” é um daqueles trabalhos que vale a pena o espectador dar uma chance, principalmente para quem já viu “Batman: O Cavalheiro das Trevas Ressurge” mais de uma vez. Ótima pedida!

1 Postagens cinéfilas:

Шilliαɱ Шαllαce disse...

Gostei bastante desse filme, recomendo.

Postar um comentário

 
Copyright © Guia do Cinéfilo | Theme by BloggerThemes & simplywp | Sponsored by BB Blogging