Crítica do filme: 'Hick'


A sobrinha de Billy the Kid em uma jornada a la forrest gump em busca de sua alter ego, Hit Girl


Baseado na obra de Andrea Portes (que também assina o roteiro do longa), “Hick”, tinha tudo para ser uma boa história se tivesse personagens mais interessantes, a protagonista tenta mas não consegue dar o ritmo que o filme precisa para conseguir a atenção dos cinéfilos. Não é um filme ruim, é apenas uma fita mais ou menos que infelizmente não constará na lista dos melhores de ninguém nesse ano, vai passar desapercebido e ficar encalhado cheio de poeira nas corajosas e poucas locadoras existentes no planeta.

Na trama, somos guiados pela jovem protagonista a uma jornada triste de descobertas, encontros inusitados e a busca de uma felicidade não encontrada no lar onde vive. Praticamente ignorada pelos pais, Luli McMullen (Chloë Grace Moretz) desiste da mesmice que vive, portadora de uma personalidade forte, madura, resolve viajar quase sem rumo e nessa trajetória encontra personagens que vão ajudá-la (ou não) a mudar o rumo de seu destino.

Começamos a curta análise na questão existencial de Luli. Uma menina, por mais madura que seja, em formação que possui uma maturidade difícil de encontrar em jovens nessa idade. Seus pais não ajudaram em nada nessa formação, sempre arrumando brigas e deixando a jovem Luli longe de ser prioridade nas suas vidas conturbadas. Um lado aventureiro (extremamente forçado pelo roteiro) sobressai em suas escolhas deixando a personagem à deriva de um desfecho desfavorável. Os personagens coadjuvantes não agregam muito à história, tentam direcionar a protagonista e tudo fica muito confuso com algumas ligações que acontecem entre esses coadjuvantes levando o espectador a um desfecho superficial e que não agrada.

O mirabolante roteiro não se torna agradável aos olhos cinéfilos. O que é de se estranhar, geralmente quando a própria autora passa sua história para moldes cinematográficos a trama tende a se encaixar mais facilmente na telona. Nesse caso, isso não aconteceu.

Não é um filme que você vai ouvir alguém indicando. Talvez, em uma promoção pague 3 leve 4 essa pode ser sua quarta escolha, quem sabe não curtes?!


You Might Also Like

7 comentários

  1. concordo que a relaçao dela com os coadjuvantes fica mto confuso, é mto estranho, superficial, nao gostei mto do filme, mesmo sendo legal ela sendo madura e sua jornada, e tudo isso, mas e como se aquela musiquinha de trilha sonora q da todo o clima espiritual e o sorriso da chloe tivessem mascarando a parte ruim do filme, como vc disse uma boa ideia mas q nao foi tao bem desenvolvida.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do filme, por admirar a interpretação da chloe.
    Mas imagine se a atriz principal não tivesse o talento e o carisma da mesma?
    O filme seria muito chato!
    ...Na minha humilde opinião!

    ResponderExcluir
  3. Bom, na verdade, assisti o filme, só pq vi que a personagem principal iria ser interpretada pela Chloe Grace Moretz. Além do mais, a relação que LILI tem com o Carinha é muito forçada, já que a personagem tem 13 anos, e na epoca, a atriz, tinha quase essa idade, e o cara parece ter uns 20, imagina ai, uma relação de uma Adolescente com um Adulto. Além do mais, aquela cena, em que a LILI sai do carro e corre pro milharal, deixa a gente pensando coisa errada, pq imagina: Uma adolescente de 13 anos corre pro milharal, e um adulto corre atrás dela, A NOITE, ai a próxima cena, a menina tá numa cama, cabelo cortado e com os braços e pernas amarrado, Putz, o quem ta assistindo vai pensar????Se eles tivessem pego outra atriz para interpretar a LILI, o filme poderia ser mais decepcionante do q já foi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tambem fiquei com essa impressão de que o rapaz "fez algo" com a menina, com aquela cena do milharal .. mas em nenhum momento eles tocam no assunto oque deixa tudo mais confuso e outra não entendi qual foi a mensagem que o filme quis transmitir con tudo isso !

      Excluir
  4. Não é pretencioso , é simples , gostei . Só não consta no meu acervo particular , porque não acho para comprar ...

    ResponderExcluir
  5. Eu recomendei esse filme para meus amigos, achei confuso mas mesmo assim um ótimo filme.

    ResponderExcluir