Crítica do filme: 'Someone You love (En du elsker)'

Tenha piedade da minha alma, estou aqui para corresponder ao seu amor. A cineasta dinamarquesa Pernille Fischer Christensen (tão competente quanto Bier) volta ao mundo mágico do cinema para falar sobre a angústia de um homem em busca de uma redenção após uma vida inteira de amargura. Someone You love (En du elsker), é aquele tipo de filme que deixa o espectador com o coração apertado, esperando atentamente a próxima cena. A trilha sonora é algo mágico, entra em nossos ouvidos com uma leveza que chega a arrepiar. O cinema dinamarquês é assim mesmo, possui em sua essência, uma eterna arte de decifrar a profundidade dos relacionamentos mais complexos.

Na trama, conhecemos Thomas Jacob (Mikael Persbrandt), um músico muito famoso que faz grande sucesso nos Estados Unidos. Afim de gravar um novo álbum, resolve voltar para a sua Pátria, a Dinamarca. Lá se vê totalmente envolvio com seu passado quando ressurge em sua vida a única filha que tem, e para sua surpresa descobre que tem um neto, que nunca conheceu. Assim, e logo após uma tragédia que acontece, Thomas embarcará em uma viagem emocional que vai mudar pra sempre sua vida. O protagonista é carregado de dor e angústia, se descontrola com a tragédia que acontece em sua vida. É como se fosse um baralho de cartas milimetricamente arrumadas e uma grande ventania desarruma tudo.

É uma grande atuação do ator sueco Mikael Persbrandt, que esteve recentemente no elenco de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos e que emocionou o mundo no belo e ganhador do Oscar de Melhor filme Estrangeiro anos atrás, Em um Mundo melhor. O indecifrável protagonista (que é Rude, tem medo das pessoas e domina a arte do estar sozinho) possui muitos problemas emocionais e precisa tomar uma decisão importante após um acontecimento terrível. Sem sabe tomar a decisão com certeza absoluta, embarca em um novo caminho de solidão, medo, culpa e desespero. Mikael Persbrandt apresenta um raio-x do personagem ao público, sentimos cada gota de angústia que transbordam o olhar impactante do personagem.


A torcida de nós cinéfilos é que esse impactante trabalho chegue aos cinemas brasileiros ainda nesse ano. Alô distribuidoras! O cinema dinamarquês precisa ter um porto seguro em nossas salas e não somente os filmes com o Mads Mikkelsen. O público merece assistir a filmes bons que nos façam refletir sobre nossas próprias vidas. Someone You love (En du elsker) tem esse poder, toca profundamente nossos corações.

You Might Also Like

0 comentários